21 novembro de 2018
Como resolver atritos de colaboração de desenvolvimento de produto?
 

Hoje os produtos são projetados e fabricados com a ajuda de grandes equipes, pessoas interconectadas de várias disciplinas e empresas. Todas essas partes interessadas desempenham papéis importantes no desenvolvimento de produtos e sua capacidade de colaborar eficientemente com seus colegas está se tornando cada vez mais crítica. A engenharia geralmente serve como centro de colaboração de design.

Ninguém projeta em um vácuo

Apesar da crescente demanda por mais colaboração de design, há uma quantidade surpreendente de atrito existente no processo. A troca de projetos com outros engenheiros pode ser demorada, e a colaboração com partes interessadas não relacionadas à engenharia pode ser ainda mais desafiadora.

Felizmente, existem novas soluções para reduzir esses atritos de colaboração que oferecem uma troca mais limpa de dados de design entre as equipes de engenharia. Essas novas soluções também permitem que os participantes não técnicos forneçam seus comentários sem sobrecarregar os engenheiros, facilitando a colaboração de todos os projetos em desenvolvimento.

Engenharia é o centro de colaboração

Hoje, os produtos existentes são ótimos para integração dos projetos, incluindo um conjunto de eletrônicos, como placas de circuito, sensores, cabeamento e antenas de rede, eles também incluem software embarcado que atuam como sistemas de controle, transmitindo dados para a plataforma IoT. No final do dia, todos esses subsistemas interconectados devem agir como um todo.

 A mudança na composição dos softwares atuais não apenas mudou a forma como os produtos são projetados, mas também colocou mais encargos sobre várias disciplinas para colaborar de forma eficaz. Com mais eletrônicos e softwares sendo incorporados aos produtos, os engenheiros mecânicos devem coordenar seu trabalho com engenheiros e codificadores elétricos.

Por exemplo, a eletrônica pode ficar perigosamente quente e requer um meio de dissipar o calor. O software executado nesses componentes eletrônicos precisa fornecer o nível correto de controle. As antenas transmitem dados para plataformas de IoT que podem sofrer interferência de componentes mecânicos do produto. Assim, os engenheiros mecânicos devem trabalhar de perto com as partes interessadas em outros domínios para resolver esses problemas, para que o produto funcione como um todo.

No final do projeto, a engenharia deve fornecer uma única lista de materiais (BOM) que a produção e os fornecedores podem usar para produzir o produto. Engenheiros de diferentes disciplinas devem colaborar na definição desse produto ao longo do projeto, em oposição a uma corrida repentina no final para ajudar toda a empresa a evitar atrasos onerosos.

O design moderno de produtos não apenas exige altos níveis de colaboração entre os envolvidos no design, mas também o uso de ferramentas especializadas. Infelizmente, o uso de ferramentas de design dissimilares muitas vezes leva a uma falta de coordenação e colaboração entre as várias equipes de projeto. Coloque todos os membros da sua equipe na mesma página, implementando as melhores ferramentas integradas de desenvolvimento de produto.

Consulte um de nossos especialistas e entenda como os softwares podem auxiliar no desenvolvimento dos seus projetos: 0800 770 6654 / falecom@istsistemas.com.br

 

*Texto publicado no site da SOLIDWORKS USA, traduzido e adaptado pela SKA.