31 outubro de 2017
Entenda como a nova ferramenta de análise topológica do SOLIDWORKS está relacionada com a impressão 3D em metais
 
Evento 3D na BCG_02

A IST Sistemas participou de um evento seleto na Boston Consulting Group, em que levou a tecnologia de impressão 3D para a produção de peças não usináveis.

Unindo, mais uma vez, a parte de criação CAD com a impressão 3D, a IST Sistemas levou para a BCG uma nova, e importante, novidade para desenvolvimento de projetos. Uma das novidades presentes no SOLIDWORKS Simulation 2018 é a otimização e análise topológica, uma nova facilidade para economizar material e criar peças mais eficientes, dinâmicas e seguras.

A análise e otimização topológica é uma novidade que chega esse ano ao SOLIDWORKS Simulation, com a capacidade de sugerir uma geometria única, baseando-se em solicitações mecânicas, temos muitas vezes soluções geométricas que parecem ser quase orgânicas, e isso pode gerar dúvidas sobre como manufaturá-las. E é aí que a impressão 3D se faz presente.

Estes novos formatos para antigas peças que podem surgir, ampliam o mercado de customização e abrem ainda mais as portas para a impressão 3D. Como dito anteriormente, nem todas as geometrias geradas poderão ser usinadas. E a fabricação pode ser suprida de maneira simples pela impressão 3D junto à tecnologia DMP (Direct Metal Printing).

Essa tecnologia garante liberdade de design, resistência, leveza e durabilidade. A tecnologia DMP ainda apresenta um grande volume de impressão e inúmeras ligas metálicas e não metálicas, fator que possibilita a impressão em diferentes tipos de material.

Unindo tecnologias somos capazes de criar peças/projetos únicos e inovadores e, cada vez mais, empresas como a SOLIDWORKS e a 3D Systems trabalham para que essa união leve o mundo da engenharia cada vez mais longe.