19 junho de 2018
Indústria 4.0: uma indústria adaptável
 

A transição, muitas vezes simples das empresas à indústria 4.0 é um fator essencial para o sucesso no mercado atual.

A grande vantagem da indústria 4.0 é a sua implementação modular, o que significa que este se adapta às necessidades de cada setor e empresa. Não é necessário fazer grandes investimentos de uma única vez, a integração pode ser gradativa e pontual.

É possível implantar o monitoramento preditivo ou logístico de setores essenciais de uma indústria a custos reduzidos. Saber identificar as necessidades de sua empresa é essencial e isso pode ser feito de forma interna ou com a ajuda de uma empresa com soluções 4.0. A partir disso, é possível definir quais serão as prioridades no processo de transição para a indústria 4.0 que melhor atendem a cada necessidade.

Pesquisas afirmam que: conforme a integração das tecnologias de informação e operações evoluem, fabricantes precisam definir não somente onde eles estão, mas também onde desejam estar. Essas decisões ditarão os tipos de informações que serão coletadas e utilizadas, ou seja, empregar de forma racional e produtiva os dados coletados.

O essencial é sair da zona de conforto para evitar prejuízos. Pesquisadores da Universidade de Cincinnati (UoC), afirmam que um dos maiores obstáculos a serem superados pela indústria atual é o não monitoramento de equipamentos e máquinas ou mal-uso dos dados coletados. Dentre os principais motivos está a utilização de equipamentos de medição com baixo grua de adaptabilidade.

Sendo assim, com oneroso custo de implantação e dificuldade de acessibilidade aos dados coletados. Imaginando um pior cenário, informações valiosas não tem todo o potencial explorado. Então, não basta somente investir em monitoramento das máquinas e integração por meio de computadores e medidores de última geração. É essencial que a solução seja fácil de utilizar e coletar dados. Ou seja, segundo a pesquisa, é esta informação que auxiliará na tomada de decisões que podem levar à redução real de custo e otimização da linha de produção.

Fonte: industria40.ind.br